Crónicas de viagens por um Mundo que considero Justo e Perfeito:. Aqui vou publicar desde pequenos passeios até grandes viagens que vou fazendo. Começo pela Cidade que me deu berço, me viu crescer e agora tento contribuir para a melhorar!

:. Recentes

:. Revisão dos 32.000kms

:. Eu fiz o Logo

:. Inesperadamente ajudei a ...

:. Trabalho / Passeio / Trab...

:. 2010 um ano de muito trab...

:. Fim de Semana Portas Aber...

:. Passeio Gerês e Minho - D...

:. Passeio Gerês e Minho

:. Férias Agosto 2009 - Dado...

:. Férias Agosto 2009 - Dia ...

:. Férias Agosto 2009 - Dia ...

:. Férias Agosto 2009 - Dia ...

:. Férias Agosto 2009 - Dia ...

:. Férias Agosto 2009 - Dia ...

:. Farto de dores com que o ...

:. Arquivo

:. Dezembro 2011

:. Setembro 2011

:. Março 2011

:. Outubro 2010

:. Maio 2010

:. Setembro 2009

:. Agosto 2009

:. Julho 2009

:. Junho 2009

:. Maio 2009

:. Abril 2009

:. Março 2009

:. Fevereiro 2009

:. Dezembro 2008

:. Novembro 2008

:. Setembro 2008

:. Agosto 2008

:. Julho 2008

:. Junho 2008

:. Abril 2008

:. Março 2008

:. Fevereiro 2008

:. Janeiro 2008

:. Ligações

:. Utilidades



Weather Forecast | Weather Maps

:. NetColantes

Portugal


Espanha


















Domingo, 30 de Agosto de 2009

Férias Agosto 2009 - Dia 3 - Adeus Góis... Olá Guarda...

 Data: 16 de Agosto de 2009
Kms percorridos: 182 kms
Área envolvida: 319 kms quadrados
Duração: 12 horas e 28 minutos
Velocidade média: 15 kms/h

  

Neste último dia em Góis, começamos relaxados junto ao Rio depois de beber um sumo e comer um bolo na tenda das refeições... guardamos as águas e sumos extra, que recebemos ao trocar o jantar do dia anterior, e ficamos na sombra das árvores junto ao Ceira à espera que o tempo fosse passando... Assim as estradas iam ficando mais livres e nós descansados para os kms que se apresentavam muito quentes...  Ainda nos despedimos de CBFistas e planeamos a viagem. Perto da hora de almoço, ainda sem fome, fomos recolher mais água e fruta para o caminho e decidimos não tocar no almoço... com este calor era difícil ter fome. Sentamos-nos com CBFistas e trocamos 2 dedos de conversa de despedida e boa viagem de regresso. Após o almoço regressamos ao quarto onde aprontamos as malas e tratamos da reserva para o ano seguinte. Aguardamos que a hora de maior calor fosse avançando. 

Arrancamos com rumo a Arganil para tomar aí a estrada até ao Piódão, mas decidimos parar para refrescar e comer qualquer coisa. Seguimos então até ao Piódão e, mais uma asneira, não abastecemos o depósito da ZuVa visto só termos feito pouco mais de 150kms... deve chegar...

 

Depois de uma estrada que não tenho palavras para descrever, bom piso e boas curvas mas deveras assustador com as alturas, nada do agrado da pendura, lá chegamos à aldeia mais portuguesa e muito interessante... Depois de muita confusão com os carros mal estacionados e com um Autocarro a não conseguir passar, lá conseguimos, graças às 2 rodas, estacionamos à entrada da Aldeia e paramos para visitar, comer um gelado e comprar recordações. Aquele licor de pêssego no dia anterior ficou-nos na doce memória e decidimos comprar para nós e para oferecer. Passeamos um pouco pelas ruelas da aldeia, lamentando apenas o facto de estar de botas calçadas e sem espaço onde guardar as botas e calçar algo mais confortável. Era dia de festa e visitamos as capelas e locais da festa. Ficamos um pouco à sombra a apreciar a paisagem e a ver os turistas a passar.

 

 

Seguimos então pela estrada ainda por arranjar em direcção à Guarda através da Serra da Estrela. Fomos andando a ver a paisagem sem sequer pensar no combustível da ZuVa. Montanhas fantásticas, Paisagem de cortar a respiração, não só pela altura mas também pelas casas, pontes e caminhos.

 

Vimos algumas praias fluviais e ainda pensamos 2 vezes em parar e desviar mas como os fatos de banho estavam nos fundos das malas não o fizemos. Pelos cálculos chegaríamos à Guarda à hora de jantar, portanto não convinha parar muito tempo. Seguimos sempre por onde o GPS nos mandava e entramos em plena Serra da Estrela e eis que chega a surpresa... acedeu a luz da reserva... E agora? volta-se para trás ou continua-se? Lá seguimos a receio e sempre à procura de um cartaz que anunciasse uma bomba de abastecimento... e andamos... andamos... e a luz ia acendendo e apagando... e andamos... até que encontramos um casal já de alguma idade e perguntamos:

- Boa tarde! Onde fica a bomba mais próxima?

- Uhmmm há uma aqui na vila mas está fechada aos Domingos e Feriados... (e hoje é domingo pensei eu!) O melhor é seguirem até Seia!

- Quantos kms são mais ou menos? - Perguntei eu na esperança de não estar muito longe!

- Uns 20 ou 30 kms! é sempre a subir e na rotunda cortam à esquerda!

 

Lá agradeci e seguimos evitando acelerar muito e sempre que descia usava a embraiagem para tentar poupar um pouco de gasolina... (Claro que nas curvas largava a embraiagem para manter a moto segura) E andamos... andamos... andamos... passamos várias vilas e nada de bomba... até que vimos o letreiro de Seia e já a respirar fundo lá procuramos e perguntamos pelas bombas... que ficavam lá para o centro, à direita e depois à esquerda, passando as escolas e nunca mais lá chegávamos... até que finalmente e depois de quase termos um acidente, encontramos uma bomba com Gasolina 95 a € 1,339 o litro abastecida pela Galp.

 

Mais descansados seguimos para a Guarda. O cansaço já se fazia sentir então decidimos entrar na A25... tarefa mais difícil do que parece... andamos sempre na Nacional... até que, finalmente, em Porto da Carne conseguimos entrar na A25 e seguimos sempre até à Guarda. Fomos ao centro e ligamos ao meu primo para um bom restaurante e lá fomos jantar ao "O Imperador" onde nos banqueteamos com uma picanha à moda da casa com uns legumes salteados na hora e servida na frigideira... Divinal Manjar para terminar mais uma etapa da nossa viagem. Depois de muita conversa e alegria lá nos despedimos do Primo e seguimos para casa onde pernoitamos já perto de Pinhel, na aldeia de Pomares. Aldeia onde passei muitos Verões da minha infancia!

 

Foi muito bom rever uma tia que sempre chamei de 2ª mãe! Ainda encontramos a minha prima que já tinha desistido de esperar por nós mas conseguimos chegar mesmo a tempo de cumprimentar e felicitar pelo nascimento já próximo do Tomás...

 

Depois de tudo isso e de alguma conversa lá fomos descansar pois seriam muitos kms no dia seguinte.

Vagueio:
Publicado por WandereR às 22:28
Ligação do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|

:. WandereR

:. SlideShow

:. Subscrever

Escreva aqui o seu endereço de Correio Electrónico:

Delivered by FeedBurner

:. Pesquisar

 

:. Dezembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

:. Tags

:. todas as tags

:. Colaboração